Pina (2011)

Em 2009 meus pais me mandaram para Porto Alegre para realizar minha primeira visita a uma Bienal do Mercosul. Naquela época, na passagem dos meus quinze para dezesseis anos de idade, eu queria me vender como o adolescente rocker que, como descobri só mais tarde, apenas a vida adulta nos permite ser. Embora eu tivesse tido aulas de história da arte desde pequeno, e fosse … Continuar lendo Pina (2011)

Harakiri (1962)

“Uma demonstração de resistência ao poder estabelecido nas sociedades” seria a sinopse perfeita para Harakiri (Seppuku, 1962), de Misaki Kobayashi, e eu não acresceria uma linha a essa definição que o próprio diretor costumava utilizar para falar de seus filmes. Ao contrário do que usualmente se espera de um “filme de samurai”, Harakiri não é uma ode à honra e à bravura, mas, sim, um … Continuar lendo Harakiri (1962)